DANIEL FARIA – ASSISTÊNCIA DE DIREÇÃO

Daniel Faria é ator, diretor e produtor de teatro. Mineiro, radicado em São Paulo, formou-se em Artes Cênicas na UFMG e como ator pelo CEFART/Palácio das Artes.

Fundou e integrou a companhia aberta, no Rio de Janeiro, onde idealizou e atuou nos seguintes espetáculos: “Vermelho Amargo” do escritor mineiro Bartolomeu Campos de Queirós, com direção de Diogo Liberano e Supervisão Artística de Vera Holtz. E “O Homem Elefante” de Bernard Pomerance com encenação de Cibele Forjaz e Wagner Antônio.

Atuou em diversos espetáculos, entre os que se destacam são: “Alguns Leões Falam” (Destaque no FRINGE  de Curitiba) e “Vilarejo do Peixe Vermelho” da Cia Clara de Teatro com direção de Anderson Aníbal; “O Rinoceronte” de Eugène Ionesco com direção de Rita Clemente e “Para se morrer no meio fio” com direção de Odilon Esteves.

“O Rapto das Cebolinhas”;  “Maria Minhoca” ambos de Maria Clara Machado e “Flicts” de Ziraldo, todos com direção de Wilson Oliveira e “Princesa Falalinda, sem papas na língua” de Livia Gaudêncio com direção Cynthia Falabella.

Estudou teatro e dramaturgia com Helena Varvaki, Márcio Abreu, Jefferson Miranda, Miwa Yanagizawa, Eric Lenate, Rafael Gomes, Julia Spadaccini e Pedro Brício.